January 10, 2019 / 12:50 PM / a month ago

Polícia espanhola investiga 28 jogadores de tênis por manipulação de resultados

Aberto do Catar de tênis REUTERS/Ibraheem Al Omari

MADRI (Reuters) - A polícia espanhola prendeu diversos suspeitos em uma investigação sobre manipulação de resultados de partidas de tênis por uma quadrilha armênia, informou nesta quinta-feira o serviço de polícia da União Europeia, Europol.

Como parte da investigação, foram realizadas 11 operações de busca em residências pela Espanha e apreendidos 167 mil euros em espécie, uma arma, mais de 50 dispositivos eletrônicos, cartões de crédito, cinco carros de luxo e documentos relacionados ao caso. Quarenta e duas contas bancárias foram bloqueadas.

A Guarda Civil da Espanha disse em comunicado que 15 pessoas foram presas, incluindo os líderes da organização criminosa, enquanto outras 68 estão sendo investigadas.

Das 83 pessoas envolvidas no caso, 28 são jogadores profissionais de tênis que disputam torneios das categorias Future e Challenger, e um deles, cuja identidade não foi revelada, participou do Aberto dos Estados Unidos de 2018.

“Nossos agentes provaram que o grupo operava desde fevereiro de 2017 e estimam que eles ganharam milhões de euros com a operação”, acrescentou a Guarda Civil em comunicado.

As prisões acontecem um dia depois que a Unidade de Integridade do Tênis revelou que, em 2018, mais jogadores foram punidos por violar regras anticorrupção do que em qualquer outro ano desde que a organização foi criada.

Reportagem de Mitch Phillips e Richard Martin; Reportagem adicional de Martyn Herman

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below