May 18, 2019 / 2:34 PM / 5 months ago

Saudita diz não ver escassez de petróleo, mas que Opep vai agir se necessário

JEDDAH, Arábia Saudita (Reuters) - O ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, disse neste sábado que não vê escassez de oferta de petróleo, uma vez que os estoques globais ainda estão subindo, particularmente dos Estados Unidos, mas ressaltou que a Opep será responsiva às necessidades do mercado.

Em Jeddah, antes de um painel ministerial reunindo no domingo os principais produtores da Opep e não-OPEP, incluindo a Arábia Saudita e Rússia, Falih disse à Reuters que a Opep não vai decidir sobre produção até o final de junho, quando o grupo deve se reunir.

“Não tenho certeza se há escassez de oferta, mas vamos procurar na análise (mercado). Nós definitivamente seremos receptivos e o mercado será abastecido”, disse Falih, quando perguntado se um aumento na produção estava na mesa devido a preocupações sobre escassez.

“Mas tudo indica que os estoques ainda estão subindo. Vemos os dados dos EUA semana após semana, e eles estão aumentando... então obviamente existe abundância de suprimentos.”

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Rússia e outros produtores não-Opep, conhecidos como Opep+, concordaram em reduzir a produção em 1,2 milhão de barris por dia (bpd) a partir de 1º de janeiro, durante seis meses, um acordo para impedir acúmulo de estoques e o enfraquecimento dos preços.

Por Rania El Gamal e Vladimir Soldatkin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below