for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Guedes vê Previdência aprovada na Câmara antes de recesso parlamentar

Ministro Paulo Guedes participa de sessão no Congresso 4/6/2019 REUTERS/Adriano Machado

SÃO PAULO (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira acreditar que a Câmara dos Deputados aprovará o texto da reforma da Previdência antes do recesso parlamentar, que se inicia em duas semanas, e acrescentou que o programa de privatizações do governo será disparado no segundo semestre.

Para o ministro, a proposta de reforma previdenciária enviada pelo governo ao Legislativo é forte o suficiente para garantir economia de até 3 trilhões de reais ao longo de 20 anos.

Guedes voltou a criticar o excesso de gastos, o que para ele sempre foi uma disfunção da economia brasileira, afirmando ser necessário atacar “esse vilão” para mudar a trajetória “sombria” das contas públicas.

O chefe da Economia disse que o primeiro objetivo com a reforma é reestruturar o sistema para depois se mirar o regime de capitalização. E reiterou que o atual sistema previdenciário é “insustentável” e que é uma bomba que vai explodir.

O ministro acrescentou ainda que a política do governo é desinvestir para garantir a queda no endividamento e que a administração federal possui quase 1 trilhão em ativos imobiliários para serem vendidos.

Por Stéfani Inouye

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up