September 9, 2019 / 12:47 PM / a month ago

Tufão deixa 1 morto em Tóquio e interrompe energia e transporte

TÓQUIO (Reuters) - Um dos tufões mais fortes a atingirem o Japão nos últimos anos se abateu sobre o leste de Tóquio, nesta segunda-feira, com ventos recordes e chuva intensa, matando uma mulher, danificando edifícios e causando transtornos nos transportes.

Estragos provocados por tufão em Tóquio 09/09/2019 REUTERS/Kiyoshi Takenaka

Mais de 160 voos foram cancelados e dezenas de linhas de trem ficaram fechadas durante horas, prejudicando o trânsito interurbano de milhões na área da grande Tóquio, que tem cerca de 36 milhões de habitantes. As autoridades avisaram que é perigoso sair de casa.

O tufão Faxai chegou ao território perto da cidade de Chiba pouco antes do amanhecer, levando consigo rajadas de 207 km/h, as mais fortes já registradas em Chiba, segundo a emissora nacional NHK.

Mas até a metade da manhã a tempestade havia voltado a rumar para o oceano.

Uma mulher de cerca de 50 anos teve a morte confirmada depois de ser encontrada em uma rua de Tóquio e levada a um hospital. Filmagens de uma câmera de segurança próxima mostraram que ventos fortes a lançaram contra um edifício, de acordo com a NHK.

Outra mulher de cerca de 20 anos foi resgatada de sua casa em Ichihara, no leste de Tóquio, depois que esta foi parcialmente destruída por um poste de metal de uma área de treino de golfe que a atingiu. Ela ficou seriamente ferida.

“Ouvi um rangido forte, não entendi o que era. Aí olhei para cima e vi um buraco grande no telhado, mas estava tão nervoso que não entendi o que havia acontecido”, disse um vizinho.

Houve alguns deslizamentos de terra pequenos, uma ponte foi varrida e até 930 mil casas ficaram sem energia a certa altura, noticiou a NHK, incluindo toda a cidade de Kamogawa. Mas o número de casas sem luz havia diminuído para 840 mil na manhã desta segunda-feira, disse o Ministério da Economia, do Comércio e da Indústria.

Alguns postes elétricos de concreto foram arrancados das bases, e torres de transmissão de energia de Chiba foram derrubadas. Alguns painéis de uma usina de energia solar flutuante no sudeste de Tóquio estavam em chamas.

A Agência de Energia Atômica do Japão disse em um comunicado que uma torre de resfriamento de seu reator de pesquisa de Oarai, que não opera desde 2006 e está programado para ser desativado, caiu, mas que não houve vazamento de radiação nem impacto nos trabalhadores ou no meio ambiente ao redor.

Já enfraquecida, a tempestade havia seguido para o mar no meio da manhã, mas as autoridades alertaram que uma chuva forte é provável durante algumas horas, inclusive em Fukushima, local do pior desastre nuclear do mundo desde Chernobyl.

Por Elaine Lies, Chris Gallagher, Kiyoshi Takenaka e Makiko Yamazaki

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below