September 11, 2019 / 11:16 AM / 5 days ago

Trump volta atrás e pede juro negativo para refinanciar dívida dos EUA

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu ao Federal Reserve que reduza as taxas de juros para território negativo, uma medida usada com relutância por outros bancos centrais do mundo para combater o fraco crescimento econômico, já que prejudica os poupadores e os lucros dos bancos no processo.

Presidente dos EUA, Donald Trump 09/09/2019 REUTERS/Erin Scott

Em uma série de posts no Twitter, Trump disse que taxas negativas economizariam o dinheiro do governo no pagamento de sua dívida.

Ele não mencionou os riscos ou as tensões do mercado financeiro que os bancos centrais da Europa e do Japão têm enfrentado como resultado de suas políticas de taxas negativas ou a questão maior de que as taxas abaixo de zero não fizeram muito para impulsionar o crescimento ou aumentar a inflação, como pretendido.

“O Federal Reserve deveria reduzir nossas taxas de juros para ZERO ou menos, e deveríamos então começar a refinanciar nossa dívida. O CUSTO DE JUROS PODERIA SER REDUZIDO MUITO MAIS, enquanto ao mesmo tempo estenderíamos substancialmente o prazo”, disse Trump no Twitter.

“Temos uma excelente moeda, poder e balanço... Os EUA sempre deveriam pagar a... taxa mais baixa. Sem inflação!”, completou.

“É apenas a ingenuidade de Jay Powell (Jerome Powell, chair do Fed) e do Federal Reserve que não nos permite fazer o que outros países já estão fazendo”, escreveu o presidente, que tem repetidamente observado que as taxas são negativas na Alemanha, a potência comercial da Europa.

No mês passado, no entanto, Trump disse a repórteres na Casa Branca que ele não queria ver taxas negativas nos Estados Unidos.

O presidente republicano tem pedido juros mais baixos repetidas vezes e criticado Powell e o Fed por não cortá-los rápida e drasticamente, o que Trump considera necessário para impulsionar o crescimento econômico dos EUA, conforme o presidente busca a reeleição no próximo ano.

Trump manteve seu ataque a Powell e ao Fed em seus tuítes nesta quarta-feira: “Uma oportunidade única na vida que estamos desperdiçando por causa desses ‘cabeças-duras’”.

Apesar do uso desse termo por Trump, o secretário do Tesouro dos EUA, Steve Mnuchin, disse a repórteres na segunda-feira que espera que o emprego de Powell se mantenha seguro, a despeito de meses de especulações de que o presidente dos EUA poderia tentar destituí-lo.

Na sexta-feira, Powell disse que o Fed vai agir “conforme apropriado” para ajudar a manter a expansão econômica dos EUA e que fatores políticos não desempenham nenhum papel no processo de tomada de decisão do banco central.

As autoridades do Federal Reserve cortaram as taxas de juros em julho pela primeira vez em mais de uma década. Os mercados financeiros esperam que o Fed baixe novamente sua taxa de referência —atualmente entre 2,00% e 2,25%— quando se reunir na próxima semana.

Por Susan Heavey

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below