April 21, 2020 / 10:12 PM / 4 months ago

Centenas de brasileiros detidos pelo coronavírus no sudeste asiático voltam para casa

BANGCOC (Reuters) - Os brasileiros Julio de Oliveira e sua esposa Thamyres só queriam passar alguns dias em uma praia tailandesa no mês passado, mas o surto de coronavírus virou suas férias de cabeça para baixo.

Apenas alguns dias após sua chegada, o governo tailandês anunciou um estado de emergência em 24 de março. Os vôos de volta ao Brasil foram cancelados e, com festas na praia também canceladas, o casal se viu preso em um paraíso que não podia desfrutar.

Mas quando descobriram que a embaixada do Brasil em Bangcoc fretou um voo para cerca de 380 brasileiros presos no sudeste da Ásia pelo surto de coronavírus, o casal viajou 13 horas por estrada da cidade litorânea de Krabi para Bangcoc.

“Queremos voltar. Foi uma viagem muito longa apenas para ir à praia”, disse Oliveira, vestindo a camisa da seleção, à Reuters na terça-feira no aeroporto de Suvarnabhumi, em Bangcoc.

Cerca de 190 brasileiros, incluindo o jovem casal, embarcaram posteriormente em um voo da Garuda Indonesia na terça-feira à noite com destino a São Paulo.

Antes de Bangcoc, o vôo já havia resgatado 46 brasileiros da primeira parada em Hanoi na terça-feira, disse à Reuters o embaixador do Brasil no Vietnã, Marco Brandão.

Depois de Bangcoc, pegaria mais passageiros em Jacarta, a maior cidade da Indonésia, antes de levá-los para casa.

Com reportagem adicional de Kham Nguyen, em Hanoi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below