for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

SP estima entre 21 mil e 26 mil mortes acumuladas por Covid-19 no final do mês

Coveiros carregam caixão com mulher de 63 anos morta infectada com o novo coronavírus, no cemitério de Vila Formosa, em São Paulo 26/06/2020 REUTERS/Amanda Perobelli

SÃO PAULO (Reuters) - O governo de São Paulo estima que o Estado chegue ao final de julho com, no máximo, 26 mil mortes acumuladas por Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus, informaram as autoridades estaduais de saúde nesta quinta-feira.

De acordo com o secretário-executivo da Secretaria de Saúde paulista, Eduardo Ribeiro, a projeção do governo estadual é que São Paulo chegue ao final deste mês com entre 21 mil e 26 mil mortes provocadas pelo coronavírus.

Para o número de casos confirmados da doença, a estimativa é que fique entre 510 mil e 600 mil diagnósticos confirmados de Covid-19, disse o secretário-executivo, que acrescentou que a expectativa é de que o número ao final do mês fique nas margens inferiores projetadas.

De acordo com a Secretária de Saúde, São Paulo tem 402.048 casos confirmados da doença, um incremento de 8.872 casos nas últimas 24 horas, e 19.038 mortes causadas pela Covid-19, um aumento diário de 398 novos óbitos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up