for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Candidata a vacina para Covid-19 da chinesa CanSino mostra resposta imunológica em teste

Logo da CanSino Biologics em prédio em Tianjin, na China 20/11/2018 REUTERS/Stringer

(Reuters) - Uma potencial vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela empresa CanSino Biologics e pela unidade de pesquisas das Forças Armadas da China mostrou-se segura e induziu resposta imunológica na maioria dos pacientes que a receberam, disseram pesquisadores nesta segunda-feira.

A candidata a vacina da CanSino, chamada de Ad5-nCOV, é uma das várias que mostraram-se promissoras em testes em humanos e que estão caminhando para o estágio final de testes, ao lado de potenciais vacinas da Moderna Inc, BioNTech e Inovio Pharmaceuticals Inc.

Embora a vacina da CanSino ainda tenha de iniciar os testes em estágio avançado em larga escala para avaliar quão bem ela previne que as pessoas sejam infectadas, ela já recebeu aval para ser usada em militares chineses.

Os resultados dos estudos de etapa intermediária, publicados pela revista médica The Lancet, dão suporte para a vacina ser testada em um estudo mais amplo.

A candidata a vacina usa um adenovírus para carregar material genético da proteína do novo coronavírus para o corpo humano, um método também usado pelos pesquisadores da Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca em sua potencial vacina contra a Covid-19.

As respostas imunes provocadas pela vacina podem ser minadas se a pessoa que a recebeu já tiver desenvolvido uma alta imunidade a adenovírus por causa de uma infecção anterior, disseram os pesquisadores chineses.

De acordo com dados da Refinitiv, a CanSino tem como sua principal acionista a Lilly Asia Ventures, apoiada pela gigante farmacêutica norte-americana Eli Lilly.

Reportagem de Ankur Banerjee, em Bengaluru; Reportagem adicional de Roxanne Liu

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up