for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Governo estadual libera funcionamento de restaurantes da capital paulista até as 22h

Customers sit in chairs at the tables arranged for maintaining social distance between guests at a dining room of a restaurant, as the city eases the restrictions imposed to control the spread of the coronavirus disease (COVID-19) in Sao Paulo, Brazil July 6, 2020. REUTERS/Amanda Perobelli

SÃO PAULO (Reuters) - Os restaurantes da cidade de São Paulo poderão funcionar até as 22h, após o governo estadual liberar, nesta quarta-feira, o funcionamento dos estabelecimentos até esse horário nas regiões do Estado que estiverem há duas semanas na terceira fase do plano de reabertura da economia, como é o caso da capital.

“Depois de rigorosa análise, o Centro de Contingência da Covid-19 constatou que não houve impacto negativo nos indicadores epidemiológicos com a retomada gradual do consumo em restaurantes localizados em regiões que estão na Fase Amarela do Plano São Paulo”, disse o governador João Doria (PSDB) em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

“A partir desta constatação, o governo do Estado vai publicar decreto amanhã que autoriza a abertura de restaurantes, padarias e estabelecimentos de alimentação até às 22h”, acrescentou.

De acordo com Doria, os restaurantes poderão funcionar somente por seis horas diárias e com todos os clientes sentados. Anteriormente o governo estadual havia liberado o funcionamento desses estabelecimentos, também por seis horas por dia, mas somente até às 17h.

Na ocasião, Doria e outras autoridades do governo paulista argumentaram que não queriam ver em São Paulo cenas de aglomerações em bares e restaurantes registradas em cidades como o Rio de Janeiro após a reabertura desses estabelecimentos em meio à pandemia de Covid-19.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Estado, São Paulo tem 585.265 casos confirmados de Covid-19, um incremento de 9.676 novas infecções nas últimas 24 horas, com 24.109 mortes, um aumento de 407 óbitos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up