for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Maia quer votar reforma tributária em 2020 para evitar contaminação com eleições presidenciais

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em Brasília 21/07/2020 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu que a Casa avance na votação da reforma tributária ainda neste ano para evitar que a discussão seja influenciada pelo clima eleitoral a partir do segundo semestre de 2021.

Maia aproveitou para dizer, durante entrevista à TV Tropical do Rio Grande do Norte, que trabalha pelo convencimento do Executivo para que mande sua proposta de reforma administrativa, que, segundo ele, não tem a intenção de desgastar o governo ou prejudicar servidores que já atuam no funcionalismo público.

“Temos um ciclo de 12 meses, porque a partir do ano que vem, do segundo semestre, as decisões já começam a ser mais influenciadas pelo processo eleitoral de 2022”, afirmou.

“Vamos continuar torcendo, trabalhando, para que o governo entenda que nós não estamos querendo a reforma para desgastar o governo, para prejudicar o governo”, disse.

“Pelo contrário, entendemos que essas reformas fortalecem o governo, independente de quem esteja presidindo.”

Maia voltou a citar a importância de se discutir uma renda mínima permanente para os mais vulneráveis para o próximo ano e argumentou que, passada a fase crítica da pandemia de Covid-19, a economia e empregos devem voltar a crescer, de forma que menos pessoas precisarão de auxílio emergencial do governo.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up