for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Kamala Harris deve atacar Trump frontalmente em discurso histórico na convenção democrata

WASHINGTON (Reuters) - A senadora norte-americana Kamala Harris fará o discurso mais importante de sua carreira política nesta quarta-feira, quando se dirigirá à Convenção Nacional Democrata como colega de chapa do candidato presidencial Joe Biden.

Candidata a vice-presidente dos EUA pelo Partido Democrata Kamala Harris em Wilmington, Delaware 14/08/2020 REUTERS/Carlos Barria

A ex-procuradora-geral da Califórnia, que fez história ao se tornar a primeira descendente de negros e asiáticos do país a integrar a chapa presidencial de um grande partido, deve se posicionar frontalmente contra a reeleição do presidente republicano Donald Trump em 3 de novembro.

Harris provavelmente tentará falar diretamente às milhões de mulheres, jovens e eleitores de cor, parte do eleitorado mais importante do partido para Biden derrotar Trump.

Também discursarão na terceira noite da convenção partidária Barack Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, a ex-candidata presidencial Hillary Clinton, que perdeu para Trump em 2016, a senadora Elizabeth Warren e a presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi.

Harris se destacou por seus interrogatórios minuciosos de Brett Kavanaugh, juiz da Suprema Corte, e Bill Barr, secretário de Justiça, ambos indicados de Trump, quando esteve no Senado.

O evento também lhe dará a oportunidade de ressaltar sua biografia de filha de imigrantes da Índia e da Jamaica que, como procuradora-geral, senadora e agora candidata a vice-presidente, rompeu barreiras de gênero e raça.

Na terça-feira, Biden foi declarado oficialmente candidato à Presidência pelo partido em uma lista de chamada virtual, parte de uma convenção atípica durante a qual depoimentos de vídeo austeros substituíram os discursos entusiasmados diante de plateias vibrantes por causa do coronavírus.

Biden, de 77 anos, escolheu Harris, de 55 anos, como sua candidata a vice na semana passada, acrescentando diversidade e equilíbrio geracional à campanha. Ela fará seu discurso em um salão de festas de hotel em Wilmington, cidade-natal de Biden no Estado do Delaware.

Harris ofereceu uma prévia de sua atuação como número dois de Biden na semana passada ao ser apresentada como vice de chapa do democrata e afirmar que “é fácil” argumentar contra Trump, de 74 anos, e o vice-presidente Mike Pence, de 61 anos.

Detalhando as mortes e o estrago econômico causados pelo surto de coronavírus, Harris disse: “É isto que acontece quando elegemos um cara que não está à altura do trabalho. Nosso país fica em farrapos”.

A Convenção Nacional Republicana, também essencialmente virtual, acontece na semana que vem. Trump fará seu discurso de aceitação da candidatura à reeleição na Casa Branca, apesar de ter sido criticado por estar politizando a residência presidencial.

Trevor Hunnicutt contribuiu para esta reportagem de Wilmington, Delaware

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up