October 28, 2009 / 9:45 AM / 10 years ago

Carro-bomba mata 90 no Paquistão durante visita de Hillary

Por Faris Ali

Moradores e bombeiros se algomeram em torno de local do ataque, em Peshwar. Um carro-bomba matou pelo menos 90 pessoas nesta quarta-feira em um mercado lotado na cidade paquistanesa de Peshawar, disseram autoridades do governo. O ataque é o mais recentes em uma onda de violência recente por parte de militantes.28/10/2009.REUTERS/Fayaz Aziz

PESHAWAR, Paquistão (Reuters) - Um carro-bomba matou ao menos 90 pessoas em um mercado lotado da cidade paquistanesa de Peshawar nesta quarta-feira, poucas horas após a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, ter desembarcado no país com promessas de renovar as relações bilaterais.

A bomba em Peshawar, o mais recente ataque urbano desde que o Exército iniciou uma grande ofensiva contra redutos do Taliban em áreas rurais há duas semanas, é a mais violenta desde 2007, quando cerca de 140 pessoas morreram numa passeata para receber a ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, que foi assassinada semanas mais tarde.

O carro-bomba explodiu na movimentada rua comercial Peepal Mandi, na cidade velha, provocando um incêndio que atingiu vários prédios na cidade, que serviu como quartel- general das tropas paquistanesas apoiadas pelos EUA contra a ocupação soviética no Afeganistão.

Apesar de ninguém ter assumido a responsabilidade do atentado, a suspeita recaiu imediatamente sobre o Taliban paquistanês, em meio a temores de ataques em represália à ofensiva do Exército no Waziristão do Sul, na fronteira com o Afeganistão.

Horas após a explosão, Hillary Clinton disse em entrevista coletiva no país que os Estados Unidos apoiam totalmente a batalha do Paquistão contra a insurgência.

“Quero que vocês saibam que essa luta não é apenas do Paquistão”, disse. “Esse também é um problema nosso e nós saudamos os militares paquistaneses por sua luta corajosa, e prometemos permanecer lado a lado com o povo paquistanês nessa luta pela paz e segurança.”

A explosão foi causada por um carro-bomba, disseram autoridades do governo local.

“O carro estava estacionado em frente a um mercado frequentado principalmente por mulheres,” disse Azam Khan à Reuters.

O chanceler paquistanês, Shah Mehmood Qureshi, afirmou na entrevista ao lado de Hillary que os militantes serão derrotados.

“Estamos enfrentando isso diariamente, mas a determinação não será abalada”, afirmou. Dirigindo-se aos responsáveis, ele acrescentou: “Não vamos nos dobrar. Vamos combater vocês. Vamos combater vocês porque queremos paz e estabilidade no Paquistão.”

A ofensiva contra os militantes no Waziristão do Sul foi lançada depois de uma série de ataques às Nações Unidas, quartéis militares, a polícia e o público em geral, nos quais 150 pessoas morreram. Houve vários ataques a bomba em represália desde o início da ofensiva.

O atentado de quarta-feira provocou graves danos no bairro de prédios de madeira e tijolos, ruas movimentadas e alamedas estreitas.

“Várias construções e uma mesquita ficaram muito danificadas e o fogo tomou conta de um prédio”, disse uma testemunha, Aqueel-ur-Rehman, à Reuters do local. “Posso ver três corpos debaixo dos destroços.”

O Exército paquistanês lançou uma ofensiva em 17 de outubro e diz que está obtendo progresso contra os militantes ligados à Al Qaeda.

Os investidores do mercado de ações paquistanês estão nervosos com a violência das últimas semanas e o principal índice fechou com queda de 0,69 por cento, a 9.251,84 pontos.

“Apesar dos fortes resultados corporativos e boas avaliações, a deterioração da lei e da ordem está mantendo os investimentos longe”, disse Asad Iqbal, diretor administrativo da Ismail Iqbal Securities Ltd.

Reportagem adicional de Kamran Haider

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below