29 de Novembro de 2012 / às 16:03 / em 5 anos

Combates em Damasco fecham acesso a aeroporto e voos são cancelados

Por Oliver Holmes

BEIRUTE, 29 Nov (Reuters) - Rebeldes sírios enfrentaram as forças leais ao presidente da Síria, Bashar al-Assad, fora de Damasco nesta quinta-feira, forçando o fechamento da principal estrada para o aeroporto, e as companhias aéreas Emirates, de Dubai, e EgyptAir suspenderam voos para a capital síria.

A Internet e algumas linhas telefônicas caíram na Síria. Rebeldes e o governo trocaram acusações por responsabilidade pelo blecaute, o pior a atingir a comunicação nos 20 meses de conflito.

Rebeldes que lutam para derrubar Assad registraram ganhos nos arredores da Síria ao ocupar bases militares e têm intensificado os ataques a Damasco, sua base de poder.

Um combatente rebelde que se identificou como Abu Omar, membro da brigada Jund Allah, disse à Reuters que os insurgentes dispararam morteiros em pistas do aeroporto e estavam bloqueando a estrada que liga o terminal à capital.

Ele disse que os insurgentes não estavam dentro do aeroporto, mas foram capazes de bloquear seu acesso.

O Ministério da Informação disse mais tarde que a estrada para o aeroporto estava liberada depois que forças de segurança eliminaram os “terroristas”. Rebeldes disseram que os combates na área continuavam. O ministério disse que o aeroporto estava operando regularmente, mas que não havia voos programados para pousar à noite.

Empresas aéreas já iniciaram o cancelamento de voos. A Emirates suspendeu os voos diários para Damasco “até nova ordem”. A EgyptAir também interrompeu todos os voos a Damasco devido à “deterioração da situação de segurança”.

Em outra parte da capital, aviões de guerra bombardearam Kafr Souseh e Daraya, dois bairros que rodeiam o centro da cidade onde os rebeldes conseguiram se esconder e emboscar unidades do Exército, relataram ativistas da oposição.

“NÃO SÃO OS ÚLTIMOS DIAS AINDA”

As últimas duas semanas foram de ganhos militares dos rebeldes, que invadiram e tomaram bases militares em toda a Síria, expondo a perda de controle de Assad em regiões do norte e do leste, apesar do poder aéreo devastador que ele tem usado para bombardear redutos da oposição.

Um oficial sênior da União Europeia disse que Assad parecia estar se preparando para um confronto militar nos arredores de Damasco, possivelmente, isolando a cidade com uma rede de postos de controle.

“Os rebeldes estão ganhando terreno, mas ainda é bastante lento. Nós ainda não estamos testemunhando os últimos dias”, disse um oficial sob condição de anonimato.

“Nos arredores de Damasco, há morteiros e mais ataques. O regime está pensando em se proteger... com postos de controle nos próximos dias... Parece que o regime se prepara para uma grande batalha em Damasco”.

No norte do país, unidades rebeldes lançaram uma ofensiva para tomar uma base militar perto da estrada principal norte-sul, que lhes permitiria bloquear os movimentos de tropas e cortar a principal rota de fornecimento de Assad para Aleppo, a maior cidade da Síria.

Assad está lutando contra uma insurgência que emergiu de protestos pacíficos há 20 meses e se intensificou, após uma repressão, para uma guerra civil em que 40.000 pessoas foram mortas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below