13 de Dezembro de 2012 / às 00:37 / em 5 anos

Governo incentivará aéreas regionais, Dilma fala em 800 aeroportos

Por Leonardo Goy

BRASÍLIA, 12 Dez (Reuters) - O plano de investimentos em aeroportos que o governo pretende anunciar até o Natal deverá incluir incentivos às companhias aéreas que operam voos regionais, disseram à Reuters três fontes do governo a par do assunto.

Esses incentivos ainda não estão definidos, mas deve haver algum tipo de subsídio para que novas rotas regionais sejam criadas.

“A ideia é que, além de melhorar a infraestrutura dos aeroportos regionais, é preciso ter avião pousando neles”, disse uma das fontes, que participou de reuniões sobre o assunto.

Além da criação de novas rotas, o governo poderá ainda incentivar a compra de aeronaves por companhias aéreas regionais, com desoneração ou financiamento facilitado, segundo disse outra fonte com conhecimento do assunto.

Em Paris, a presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira que há planos para a construção de pelo menos 800 aeroportos regionais espalhados pelo país.

“Pretendemos ter um programa de aeroportos regionais mais fortes, temos recursos para isso, originários até da outorga dos grandes aeroportos”, disse a presidente em seminário empresarial Desafios e Oportunidades de uma Parceria Estratégica.

“Mas não só isso, nós pretendemos também que haja o aparecimento e o fortalecimento de uma aviação regional no Brasil, diferente da aviação de longo alcance”, disse a presidente na capital francesa.

Dilma também ressaltou que o governo está adotando ações na área de infraestrutura --já foram anunciados os planos de investimentos em rodovias, ferrovias e portos-- para superar gargalos ao desenvolvimento e dar maior competitividade à economia.

As reuniões para fechar o plano para os aeroportos se intensificaram nesta semana e a expectativa de uma das fontes é de que o pacote de aeroportos seja finalizado até o dia 20.

Na semana passada, após o anúncio do plano para investimentos em portos, o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, anunciou que o pacote para aeroportos incluirá investimentos de 3,5 bilhões a 4 bilhões de reais em cerca de 200 terminais no país.

Além do foco na aviação regional, o pacote deve incluir a concessão dos aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG).

Outra medida que deverá constar do pacote é a autorização para que aeroportos privados possam operar voos comerciais, aumentando a oferta de terminais para a aviação regional.

Também estão previstas medidas legais para permitir a concessão à iniciativa privada de aeroportos municipais e estaduais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below