June 22, 2013 / 1:04 AM / 5 years ago

CNBB mantém programação da Jornada da Juventude apesar de protestos

BRASÍLIA, 21 Jun (Reuters) - A programação da Jornada Mundial da Juventude, evento católico que acontecerá no Brasil no próximo mês e contará com a presença do papa Francisco, está mantida apesar dos protestos que se espalharam nas últimas semanas pelo país, garantiu nesta sexta-feira a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Estátua do papa João Paulo 2º diante da Catedral onde se espera que papa Francisco realize uma missa na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, no Rio de Janeiro. A programação da Jornada Mundial da Juventude, evento católico que acontecerá no Brasil no próximo mês e contará com a presença do papa Francisco, está mantida apesar dos protestos que se espalharam nas últimas semanas pelo país. 09/05/2013 REUTERS/Ricardo Moraes

O presidente da CNBB, dom Raymundo Damasceno de Assis, disse que, em reunião com a presidente da República Dilma Rousseff nesta sexta-feira, recebeu garantias de segurança no evento, que será realizado entre os dias 23 a 28 de julho, no Rio de Janeiro.

“Não estou preocupado por que está tudo correndo normalmente. Não vamos evidentemente fazer nenhuma modificação, tanto na programação quanto na data da realização da jornada. O governo, seja federal, como também estadual e municipal, é claro, tem essa missão, essa tarefa de garantir a segurança”, disse.

“Com relação também à visita do Santo Padre, há uma tranquilidade. Uma ou outra manifestação que possa ocorrer no período da Jornada Mundial é normal... o povo brasileiro é hospitaleiro”, afirmou.

Mais cedo nesta sexta-feira, o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, reconheceu que o governo precisa estar preparado para o caso de ocorrerem manifestações no país durante o evento.

“Teremos de estar preparados para a Jornada ocorrer inclusive em um clima em que esteja ocorrendo manifestações no país”, afirmou o ministro, um dia após cerca de 1 milhão de pessoas tomarem às ruas em dezenas de cidades de todas as regiões do país.

Segundo o ministro Carvalho, ações de vandalismo preocupam o governo e não devem ser aceitas. As manifestações incluem reivindicações como a melhoria dos serviços públicos e o combate à corrupção, além de reclamações sobre os gastos para a Copa do Mundo de 2014.

Durante os protestos, inicialmente pacíficos, foram registrados conflitos com a polícia e depredação de prédios públicos.

“O que está preocupando nos últimos momentos? É que as manifestações acabam sendo palco para manifestações de um tipo de expressão lamentável e irresponsável de vandalismo, que não podemos aceitar”, disse o ministro.

Suas declarações foram obtidas pela imprensa em áudio recuperado de gravação de vídeo de uma reunião nesta manhã sobre a Jornada, já que apenas cinegrafistas e fotógrafos foram autorizados a acompanhar parte do encontro.

Em Brasília, o prédio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, teve diversas vidraças quebradas e foi invadido por cerca de 80 manifestantes na noite de quinta-feira. Houve episódios de violência em cidades como Salvador, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belém e Campinas.

Os protestos começaram há cerca de duas semanas e prosseguiram mesmo após a demanda inicial dos manifestantes —a redução da tarifa de transporte público— ter sido atendida em diversos municípios, inclusive nas duas maiores cidades do país, São Paulo e Rio.

Dilma cancelou viagens programadas para os próximos dias, uma delas ao Japão para acompanhar os protestos. E na noite desta sexta-feira fez um pronunciamento em rádio e televisão sobre as manifestações.

Reportagem de Jeferson Ribeiro e Maria Carolina Marcello

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below