July 10, 2013 / 3:39 PM / 5 years ago

Colômbia pede explicações aos EUA sobre alegados atos de espionagem

BOGOTÁ, 10 Jul (Reuters) - A Colômbia expressou preocupação e pediu uma explicação nesta quarta-feira, depois de revelações de que os Estados Unidos teriam espionado a nação andina, seu principal aliado militar na América Latina.

Em uma breve declaração à meia-noite, o Ministério das Relações Exteriores da Colômbia disse que “registrou sua preocupação” de que houve um “programa de coleta de dados não autorizado” e pediu que o governo dos EUA dê explicações sobre suas ações por meio de sua embaixada em Bogotá.

Um importante jornal brasileiro informou na terça-feira que a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA, na sigla em inglês) teve como alvo muitos países da América Latina, com programas de espionagem que monitoram o tráfego de Internet, especialmente na Colômbia, Venezuela, Brasil e México.

Citando documentos vazados por Edward Snowden, o ex-prestador de serviço da NSA, o jornal O Globo disse que os programas da NSA foram além de assuntos militares na região e cobriram o que chamou de “segredos comerciais”, incluindo os setores de petróleo e energia.

A Colômbia é considerada o principal aliado militar e diplomático dos EUA na região, após uma década de operações conjuntas contra os rebeldes marxistas e gangues de tráfico de drogas que causaram danos às economias de ambos os países.

“Ao rejeitar os atos de espionagem que violam os direitos e intimidade das pessoas, bem como as convenções internacionais sobre telecomunicações, a Colômbia pede as explicações correspondentes ao governo dos Estados Unidos através de seu embaixador na Colômbia”, disse o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.

Os líderes regionais pediram uma resposta dura à alegada espionagem que segundo O Globo inclui estações de monitoramento por satélite com sede na capital do Brasil.

Acredita-se que Snowden esteja negociando sua saída da zona de trânsito de um aeroporto em Moscou. Ele recebeu oferta de asilo da Venezuela, Bolívia e Nicarágua.

Por Helen Murphy

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below