July 12, 2013 / 9:45 PM / in 5 years

PF conclui que boato sobre fim do Bolsa Família foi espontâneo

SÃO PAULO, 12 Jul (Reuters) - A Polícia Federal concluiu que o boato sobre o fim do programa Bolsa Família, que levou a uma onda de saques do benefício em maio, foi espontâneo e que não existem elementos que configurem crime ou contravenção penal neste caso, afirmou a PF em nota nesta sexta-feira.

O boato sobre o fim do programa de transferência de renda, um dos carros-chefe do governo da presidente Dilma Rousseff, provocou uma corrida a agências da Caixa Econômica Federal em várias regiões do país, especialmente no Nordeste, gerando tumulto em alguns casos.

“O relatório da Polícia Federal aponta que o boato foi espontâneo não havendo como afirmar que apenas uma pessoa ou grupo tenha causado os boatos envolvendo o Programa Bolsa Família. Conclui-se, assim, pela inexistência de elementos que possam configurar crime ou contravenção penal”, afirma a nota da PF.

À época, Dilma demonstrou irritação com o boato e afirmou que o autor do rumor era “criminoso” e “desumano”. Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que os responsáveis pelo boato eram “gente do mal”. A ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, chegou a responsabilizar a oposição pelo ocorrido.

A Polícia Federal, que afirmou ter ouvido 180 beneficiários do programa durante o inquérito, informou que encaminhará seu relatório ao Juizado Especial Criminal do Distrito Federal.

Reportagem de Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below