July 16, 2013 / 3:49 PM / 5 years ago

Homem ligado a assassino norueguês Breivik é preso na França

PARIS, 16 Jul (Reuters) - Um neonazista ligado ao assassino norueguês Anders Behring Breivik foi preso no sudoeste da França nesta terça-feira, após sua esposa ter comprado quatro rifles, levantando suspeitas de que ele poderia recorrer à violência, informou a promotoria pública de Paris.

Assassino em massa Aders Breivik fotografado durante seu julgamento no tribunal de Oslo. Um neonazista ligado ao assassino norueguês Anders Behring Breivik foi preso no sudoeste da França nesta terça-feira, após sua esposa ter comprado quatro rifles, levantando suspeitas de que ele poderia recorrer à violência, informou a promotoria pública de Paris. 24/09/2012. REUTERS/Stoyan Nenov

Kristian Vikernes, que também é um norueguês condenado por assassinato, recebeu no passado cópia de um manifesto feito por Breivik, informaram a promotoria e a mídia francesa.

Policiais fizeram buscas em sua casa atrás de armas e explosivos, informou uma fonte policial à Reuters.

O militante de extrema direita Breivik matou 77 pessoas em um atentado a bomba no centro de Oslo e ao abrir fogo em uma ilha próxima, em julho de 2011. Ele foi condenado no ano passado ao prazo máximo de 21 anos de prisão.

Breivik enviou a Vikernes uma cópia de um manifesto que define a sua ideologia, segundo um funcionário da promotoria. “Essa foi a origem da investigação ... Havia várias suspeitas que fizeram os serviços temerem que ele pudesse realizar um ato violento”, disse.

O “neonazista norueguês” foi detido em Correze, disse a promotoria à Reuters.

A esposa de Vikernes tinha uma permissão para armas de fogo quando comprou os quatro rifles. Em seu site, Vikernes discute o manifesto de Breivik, mas também o critica por matar noruegueses inocentes.

Vikernes, um músico de heavy metal e escritor conhecido como Varg, foi condenado em 1994 por esfaquear um homem até a morte em Oslo e queimar várias igrejas. Ele foi solto em 2009 e se mudou para a França com a esposa e três filhos.

Reportagem de Gerard Bon e John Irish, em Paris, e Balazs Koranyi, em Oslo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below