19 de Julho de 2013 / às 23:40 / em 4 anos

Vice-presidente dos EUA telefona para Dilma e lamenta caso de espionagem

BRASÍLIA, 19 Jul (Reuters) - O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, telefonou na noite desta sexta-feira para a presidente Dilma Rousseff e lamentou as recentes acusações de violação de privacidade de brasileiros pela inteligência de seu país, afirmou a ministra da Comunicação Social, Helena Chagas.

A presidente Dilma Rousseff cumprimenta o vice-presidente norte-americano, Joe Biden, durante reunião no Palácio do Planalto, em Brasília, em maio. 31/05/2013 REUTERS/Ueslei Marcelino

Uma reportagem do jornal O Globo denunciou no começo de julho um amplo esquema de monitoramento de comunicações eletrônicas e telefônicas de brasileiros, citando documentos fornecidos pelo ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) Edward Snowden.

Na época, Dilma chegou a dizer que, se confirmadas, as denúncias, que também apontaram suposta espionagem em outros países da América Latina, representavam uma “violação de soberania”, dizendo que a posição do país é “muito clara e muito firme” em discordar de interferências.

Segundo a ministra da Comunicação Social, Biden deu explicações gerais sobre as denúncias e reiterou o convite para que uma delegação de brasileiros vá a Washington receber mais detalhes técnicos e políticos sobre o ocorrido.

A ministra disse que o governo brasileiro aceitou a proposta, mas não deu mais detalhes sobre quando a visita a Washington ocorrerá, nem quem integrará a missão.

No telefonema ocorrido às 19h, Dilma manifestou a Biden sua preocupação com as denúncias e pediu esclarecimentos, dizendo que o caso atingia não só o governo, mas também a sociedade brasileira.

Dilma também defendeu que as políticas sejam mudadas para que não haja riscos de violação de privacidade no futuro.

De acordo com a ministra, Biden lamentou a repercussão negativa das acusações e falou que a relação bilateral entre os Estados Unidos e o Brasil é muito importante.

Dilma confirmou a Biden a viagem oficial que fará aos Estados Unidos em outubro e disse esperar que até lá a questão das denúncias de espionagem já esteja superada.

Reportagem de Nestor Rabello

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below