August 8, 2013 / 10:36 AM / 4 years ago

Índia acusa Exército paquistanês de matar soldados em emboscada

NOVA DÉLHI, 8 Ago (Reuters) - A Índia acusou diretamente pela primeira vez o Exército do Paquistão de envolvimento em uma emboscada que matou cinco soldados indianos, e deu a entender, nesta quinta-feira, que pode buscar uma retaliação pelo pior incidente do tipo desde que os vizinhos assinaram um cessar-fogo em 2003.

“Este incidente terá consequências sobre o nosso comportamento na Linha de Controle e para as nossas relações com o Paquistão”, disse ao Parlamento o ministro da Defesa, AK Antony, nesta quinta-feira, referindo-se à fronteira que divide o disputado território da Caxemira, no Himalaia.

“Está claro agora que tropas especializadas do Exército do Paquistão estavam envolvidas neste ataque”, afirmou Antony, na mais forte declaração do governo indiano até agora sobre o ataque.

Seis soldados em patrulha perto de sua base, a cerca de 450 metros da Linha de Controle, foram atacados na madrugada de terça-feira. Cinco foram mortos e um ficou ferido, informaram autoridades militares.

O Paquistão nega veementemente qualquer envolvimento na mortes dos soldados indianos e disse que está comprometido com o acordo de cessar-fogo. Porta-vozes militares paquistaneses não estavam imediatamente disponíveis para comentar a mais recente declaração indiana.

Por Ross Colvin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below