August 29, 2013 / 2:59 PM / 5 years ago

Grã-Bretanha diz ser impensável atacar Síria se houver oposição na ONU

LONDRES, 29 Ago (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse nesta quinta-feira ser “impensável” que a Grã-Bretanha lance uma ação militar contra a Síria para punir o regime de Bashar al-Assad e impedir o uso de armas químicas caso exista uma forte oposição no Conselho de Segurança da ONU.

Primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, discursa na Câmara dos Comuns, em Londres, nesta imagem retirada de um vídeo. Cameron disse nesta quinta-feira ser "impensável" que a Grã-Bretanha lance uma ação militar contra a Síria para punir o regime de Bashar al-Assad e impedir o uso de armas químicas caso exista uma forte oposição no Conselho de Segurança da ONU. 29/08/2013. REUTERS/UK Parliament via Reuters TV

“Seria impensável proceder se houver grande oposição no Conselho de Segurança (da ONU)”, disse Cameron ao Parlamento, quando questionado se a Grã-Bretanha prosseguiria com a ação caso houvesse uma forte oposição na Organização das Nações Unidas.

Por William James

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below