August 31, 2013 / 12:38 PM / in 5 years

Mandela permanece no hospital, em estado crítico mas estável

JOHANESBURGO, 31 Ago (Reuters) - O ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, que está recebendo tratamento médico há três meses por uma doença pulmonar, ainda está no hospital em Pretória, em um estado crítico, mas estável, disse o governo do país neste sábado.

Foto de arquivo do ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, em Joanesburgo. Mandela, que está recebendo tratamento médico há três meses por uma doença pulmonar, ainda está no hospital em Pretória, em um estado crítico, mas estável, disse o governo do país neste sábado. 22/09/2005 REUTERS/Mike Hutchings

A presidência disse que notícias divulgadas por alguns veículos de comunicação internacional de que o admirado líder anti-apartheid, que tem 95 anos, havia recebido alta e voltado para sua casa eram “incorretas”.

“Madiba ainda está no hospital em Pretória, e permanece em condição crítica mas estável”, disse a presidência em um comunicado, usando o nome tradicional de clã ao qual pertence Mandela e pelo qual ele é carinhosamente conhecido na África do Sul.

“Às vezes a sua condição torna-se instável, mas ele responde a intervenções médicas”, acrescentou, repetindo um boletim médico que tinha emitido uma semana atrás, na qual informava que o Prêmio Nobel da Paz estava mostrando “grande resistência”.

Notícias da hospitalização de Mandela em junho com uma infecção pulmonar recorrente atraíram a atenção mundial para o respeitado estadista, que é admirado como um símbolo da luta contra a injustiça e pela reconciliação racial.

Mandela celebrou seu 95o aniversário no hospital em 18 de julho, regado com homenagens ao redor do mundo.

Ele passou quase três décadas na prisão antes de ser libertado e eleito o primeiro presidente negro da África do Sul em eleições multi-raciais em 1994 que colocaram um fim nas leis do apartheid.

Os 27 anos que Mandela passou na prisão sob as leis determinadas por uma minoria branca incluíram 18 anos na Ilha de Robben. A infecção pulmonar do líder sul-africano remonta a esse período, quando ele e outros prisioneiros eram forçados a trabalhar em uma pedreira de calcário.

Por Jon Herskovitz, Peroshni Govender e Pascal Fletcher

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below