September 8, 2013 / 3:18 PM / 4 years ago

Assad diz não haver provas de ataque químico-CBS

WASHINGTON, 8 Set (Reuters) - O presidente da Síria, Bashar al-Assad, negou estar por trás do ataque com armas químicas contra o povo sírio e disse que as evidências de que houve um ataque do tipo não foram conclusivas, disse reportagem da CBS.

“Não houve evidências de que usei armas químicas contra meu próprio povo”, disse o presidente sírio em entrevista conduzida em Damasco, informou a CBS.

Assad falou no momento em que o governo de Obama pressiona o congresso pela autorização de um ataque contra a Síria em resposta ao ataque que matou mais de 1.400 sírios, incluindo centenas de crianças, em agosto.

A administração de Obama acusou forças de Assad estarem por trás do ataque. Assad culpou os rebeldes.

A autorização de retaliação dos EUA em território sírio não é dado como certo. Espera-se que a votação no congresso aconteça nesta semana.

Em entrevista, o repórter da CBS disse que Assad não confirmou ou negou se a Síria possui armas químicas, mas se existissem seria sob controle centralizado. Os Estados Unidos deviam encontrar provas de seu envolvimento, se há provas, disse Assad, de acordo com o repórter.

Assad avisou que se houver um ataque militar pelos EUA, haverá retaliação pelos aliados da Síria. O país está bem preparado para um ataque.

O presidente tinha uma mensagem ao povo norte-americano, que não deveriam se envolver em outro conflito no Oriente Médio.

Por por Jackie Frank

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below