September 15, 2013 / 3:24 PM / 5 years ago

Iêmen prende três membros da Al Qaeda por planejarem assassinato de presidente

SANAA, 15 Set (Reuters) - Um tribunal iemenita condenou três integrantes da Al Qaeda à prisão por planejarem o assassinato do presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi e alvejarem diplomatas estrangeiros, inclusive o embaixador norte-americano em Sanaa.

O Iêmen combate uma das franquias mais ativas da Al Qaeda, conhecida como Al Qaeda na Península Arábica, que lançou várias tentativas frustradas de atacar alvos norte-americanos, inclusive companhias aéreas.

O tribunal de Sanaa condenou em primeira instância Abdullah al-Kheishani a sete anos de prisão, Maher al-Ramim a cinco anos e Omar al-Najjar a um ano, disse a agência de notícias estatal Saba.

O Ministério Público acusou Kheishani e Ramim de monitorarem, planejarem e prepararem o assassinato de Hadi diante de sua residência usando veículos preparados.

Hadi foi eleito em fevereiro de 2011 depois que seu antecessor, Ali Abdullah Saleh, saiou do cargo como parte de um acordo de transferência de poder apoiado pelos Estados Unidos, obtido depois de meses de protestos populares que levou o país à beira da guerra civil.

Reportagem de Mohammed Ghobari

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below