October 3, 2013 / 11:21 PM / 5 years ago

Perseguição a carro termina em tiroteio perto do Congresso dos EUA

Por Richard Cowan e Margaret Chadbourn

A chefe da polícia do Capitólio, Kim Dine, discursa a jornalistas no Capitólio após perseguição terminar em tiroteio no exterior do Congresso dos EUA. 3/10/2013 REUTERS/James Lawler Duggan

WASHINGTON, 3 Out (Reuters) - Uma dramática perseguição nesta quinta-feira a um carro pelas ruas de Washington, da Casa Branca até o Capitólio, terminou em troca de tiros e com a motorista do veículo baleada e morta enquanto congressistas se juntavam em uma área protegida.

A identidade da motorista não foi revelada, mas o chefe policial da cidade confirmou que ela foi morta por policiais perto do Capitólio, prédio do Congresso dos Estados Unidos.

Dirigindo um sedan preto, a suspeita rompeu barreiras de segurança perto da Casa Branca. Depois, o carro, aparentemente levando uma criança, disparou pela Pennsylvania Avenue em direção ao Capitólio, onde o Congresso realizava uma sessão.

A polícia perseguiu o veículo e disparou contra ele, que finalmente parou na esquina da 2nd Street com a Constitution Avenue.

O incidente abalou Washington apenas três semanas depois de um prestador de serviços do governo ter aberto fogo numa unidade naval da capital, a 2,4 quilômetros do Capitólio, matando 12 pessoas e ferindo outras três até ser morto à bala pela polícia.

Um policial também ficou ferido em um acidente de carro durante a perseguição desta quinta-feira, que se estendeu por quase 2,5 quilômetros e durou apenas alguns minutos, segundo as autoridades.

Quando irrompeu o tiroteio desta quinta, os congressistas estavam tentando encontrar uma solução para um impasse sobre o orçamento que parcialmente paralisou o governo dos EUA nesta semana. O Capitólio foi fechado brevemente durante o incidente.

A Câmara dos Deputados realizava uma sessão e a deputada Grace Meng disse que eles foram orientados a se abrigarem no chão do recinto. Do lado de fora, alguns turistas ficaram assustados.

“Eu só estava comendo um cachorro quente aqui e ouvi quatro ou cinco tiros, e depois um monte de carros de polícia surgiu acionando as sirenes”, contou Whit Dabney, de 13 anos, de Louisville, Estado de Kentucky, que estava visitando Washington, e ouviu os disparos a dois quarteirões de distância do local.

A testemunha Travis Gilbert disse que vários carros de polícia perseguiram o sedã preto em alta velocidade em direção ao Capitólio.

“Eles atravessaram todos os semáforos vermelhos. Foi uma situação muito perigosa”, disse Gilbert.

Todos os tiros parecem ter sido disparados pela polícia; fontes oficiais disseram que a suspeita não atirou e não há indícios de que ela tivesse uma arma.

Uma autoridade dos EUA disse não haver, aparentemente, conexão com terrorismo.

O policial ferido foi levado de helicóptero para o hospital.

“Ele parece estar consciente e respirando, mas estamos acompanhando”, afirmou o chefe de polícia do Capitólio, Kim Dine. “Pelo que sei, nenhum policial levou tiros.”

Dine também disse acreditar que havia uma criança no carro da suspeita.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below