December 2, 2013 / 8:59 PM / 5 years ago

Planalto minimiza sentimento de mudança e vê chance de Dilma atrair eleitores--fontes

Por Jeferson Ribeiro

BRASÍLIA, 2 Dez (Reuters) - A avaliação no entorno da presidente Dilma Rousseff é que ela tem condições de transformar o sentimento de mudança de aproximadamente dois terços do eleitorado, verificado nas recentes pesquisas eleitorais, em votos para sua reeleição à medida em que inaugurar obras e anunciar ações do governo pelo país, disseram à Reuters duas fontes do Palácio do Planalto.

Uma pesquisa do Datafolha, divulgada no sábado, mostrou que 66 por cento dos entrevistados preferem que as ações do próximo presidente sejam, de modo geral, diferentes das ações tomadas por Dilma, apesar da avaliação da petista ter subido para 41 por cento, depois de ter atingido seu menor patamar (30 por cento) em junho, na esteira das manifestações populares.

Para integrantes do Palácio do Planalto ouvidos pela Reuters nesta segunda-feira, a alta na popularidade da presidente indica que ela é capaz de conquistar esses eleitores que querem ações diferentes das adotadas pela atual gestão.

“Eles (os eleitores) querem que seja feito de forma diferente, o que pode ser feito pela atual presidente”, argumentou um auxiliar próximo a Dilma.

Na avaliação dessa fonte, a pesquisa não indica que as pessoas querem a troca no comando necessariamente, já que Dilma lidera as intenções de voto contra os adversários podendo ser reeleita inclusive no primeiro turno.

Uma outra fonte do Planalto argumentou ainda que Dilma é capaz de reverter esse sentimento de mudança a seu favor, desde que demonstre que o governo é capaz de mudar para atender a população, porque os principais adversários ainda não conseguiram encontrar um discurso eficiente que passe confiança ao eleitorado.

“Quem está apresentando adaptações e mudanças é ela”, afirmou essa fonte. “Ela tem apresentando as melhores respostas desde as manifestações”, acrescentou.

Apesar da avaliação do Planalto, esse sentimento de mudança também é o principal argumento dos candidatos de oposição para garantir que eles têm chances de vencer a disputa.

Tanto o provável candidato do PSDB, senador Aécio Neves (MG), como o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que deve ser o postulante do PSB, veem esse ângulo da pesquisa como um aviso do eleitorado de que chegou a hora de mudar o governo e tirar o PT do poder.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below