December 15, 2013 / 4:53 PM / 4 years ago

Merkel deve escolher aliada popular como ministra da Defesa

BERLIM, 15 Dez (Reuters) - Angela Merkel deve nomear Ursula Von Der Leyen como sua nova ministra da Defesa quando apresentar sua lista de gabinete neste domingo, uma escolha surpresa que pode elevar a ambiciosa aliada à liderança como principal candidata para suceder a chanceler.

Merkel, de 59 anos, começará seu terceiro mandato na terça-feira --três meses após vencer as eleições em 22 de setembro-- depois que seus parceiros júnior de coalizão, os social-democratas, votaram no sábado para se juntar a ela em uma “grande coalizão”.

Embora a geralmente cautelosa, Merkel tenha aversão a situações inesperadas, ela ‘tirou um coelho da cartola’ ao escolher a espirituosa Leyen para liderar o Ministério da Defesa, um dos principais trabalhos em seu gabinete, com um dos maiores orçamentos.

Merkel não tem nenhum sucessor designado, e negou especulações de que irá deixar seu cargo no meio de seu próximo mandato. Mas a extraordinária mudança dos acontecimentos a favor de von der Leyen deve reviver tais rumores.

“Todos aqueles que conhecem Leyen sabem que ela tem a resistência necessária para realizar o trabalho difícil”, escreveu o colunista do jornal Bild am Sonntag, Michael Backhaus, neste domingo.

“Merkel mostrou muita coragem ao escolher von der Leyen, coragem que lhe faltou nas negociações.”

Reportagem de Erik Kirschbaum

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below