December 16, 2013 / 12:42 PM / 4 years ago

ONU busca US$6,5 bilhões para crise na Síria em 2014

Por Stephanie Nebehay e Tom Miles

Família de refugiados sírios se aquecem em suia caravana após chuva forte no campo de refugiados Al Zaatari, na cidade de Mafraq, na Jordânia. A ONU fez um apelo nesta segunda-feira pela doação de 6,5 bilhões de dólares para ajudar 16 milhões de refugiados na Síria e em países vizinhos em 2014. 12/12/2013. REUTERS/Muhammad Hamed

GENEBRA, 16 Dez (Reuters) - A ONU fez um apelo nesta segunda-feira pela doação de 6,5 bilhões de dólares para ajudar 16 milhões de refugiados na Síria e em países vizinhos em 2014.

A verba para fazer frente à crise síria representa metade dos 12,9 bilhões de dólares necessários para fornecer ajuda a 52 milhões de necessitados em 17 países, segundo anúncio feito nesta segunda-feira por Valerie Amos, coordenadora humanitária da ONU, durante uma reunião com países doadores em Genebra.

“Esta é a maior quantia que já tivemos de solicitar no início de um ano”, disse Amos em entrevista coletiva, referindo-se ao valor global. O apelo para a Síria também é o mais vultoso já feito pela ONU por causa de uma só crise.

“O crescente número de refugiados internos e refugiados (externos) está gerando necessidades maiores em todos os setores e sobrecarregando as capacidades de países vizinhos, com profundas consequências regionais”, diz o apelo da ONU a respeito da Síria.

No domingo, a ONU despachou pela primeira vez ajuda humanitária via aérea do Iraque para a Síria, e nos próximos 12 dias pretende enviar alimentos e suprimentos de inverno para a região nordeste do país em guerra, uma área habitada principalmente por curdos.

Para 2014, a Síria solicitou 2,3 bilhões de dólares para ajudar 9,3 milhões de refugiados internos da Síria. O valor supera amplamente o apelo para 2013, que era de 1,4 bilhão de dólares, dos quais apenas 62 por cento foram recebidos.

Para os cinco países vizinhos —Egito, Iraque, Jordânia, Líbano e Turquia— a ONU solicita 4,2 bilhões de dólares em ajuda para 4,1 milhões de refugiados sírios e para as comunidades que os acolhem.

As agências da ONU pretendem fornecer alimentos, água potável, abrigo, educação, atendimento médico e vacinas contra a pólio para sírios dentro e fora do país, mergulhado há quase três anos em uma guerra civil.

“Esta é a pior crise humanitária que vimos em décadas, com mais sírios vulneráveis sendo empurrados para a fome a cada dia”, afirmou Muhannad Hadi, coordenador de emergências para a Síria do Programa Mundial de Alimentos.

O apelo global da ONU para 2014 abrange também Sudão, Sudão do Sul, Iêmen, República Democrática do Congo, Afeganistão e Filipinas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below