January 5, 2014 / 3:07 PM / 5 years ago

Milhares de imigrantes africanos protestam contra detenção em Israel

Migrantes africanos participam de um protesto na praça Rabin, em Tel Aviv. Milhares de imigrantes africanos, muitos segurando cartazes pedindo liberdade para os compatriotas presos como trabalhadores ilegais por Israel, protestaram no domingo em uma praça principal em Tel Aviv contra uma nova lei de prisão. 5/01/2014. REUTERS/Nir Elias

TEL AVIV, 5 Jan (Reuters) - Milhares de imigrantes africanos, muitos segurando cartazes pedindo liberdade para os compatriotas presos como trabalhadores ilegais por Israel, protestaram no domingo em uma praça principal em Tel Aviv contra uma nova lei de prisão.

Grupos de direitos humanos dizem que mais de 300 pessoas foram presas desde que a lei, que permite às autoridades deter migrantes sem vistos válidos por tempo indeterminado, foi aprovada pelo Parlamento de Israel há três semanas.

Cerca de 60 mil imigrantes, em grande parte da Eritreia e do Sudão, atravessaram para Israel através de uma fronteira com o Egito desde 2006, dizem autoridades israelenses.

Muitos vivem em áreas pobres de Tel Aviv e dizem que querem asilo e refúgio seguro. O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que vê a presença de muitos dos africanos como uma ameaça ao tecido social judaico de Israel e seu governo.

Por Allyn Fisher-Ilan

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below