January 11, 2014 / 5:43 PM / 4 years ago

Cessar-fogo entre xiitas e sunitas entra em vigor no Iêmen

SANAA, 11 Jan (Reuters) - Combates no norte Iêmen entre xiitas muçulmanos houthis e sunitas salafitas pararam no sábado, quando um acordo de cessar-fogo entrou em vigor, de acordo com um comitê presidencial que tenta ajudar a acabar com o conflito.

Policiais em um posto de controle em uma estrada após um cessar-fogo entre xiitas e sunitas na província de Saada, no noroeste do Iêmen. Combates no Iêmen entre xiitas muçulmanos houthis e sunitas salafitas pararam no sábado, quando um acordo de cessar-fogo entrou em vigor, de acordo com um comitê presidencial que tenta ajudar a acabar com o conflito. 11/01/2014 REUTERS/Stringer

Mais de 100 pessoas foram mortas desde que os combates eclodiram em 30 de outubro, quando rebeldes Houthi que controlam grande parte da província de Saada, na fronteira saudita, acusaram salafistas na cidade de Damaj de recrutar milhares de combatentes estrangeiros para se preparar para atacá-los.

Os salafistas dizem que os estrangeiros são estudantes que procuram aprofundar o conhecimento do Islã.

Uma série de tréguas anteriores não vigorou. Mas Yehia Abuesbaa, chefe do comitê, disse que a mais recente tinha uma melhor chance de manter-se porque incluía todas facções envolvidas no conflito em Saada e províncias adjacentes.

O exército iemenita começou a implantação de tropas para supervisionar o cessar-fogo em províncias vizinhas na sexta-feira à noite e entrou em Damaj no sábado, disse ele.

A calmaria na luta permitiu que a Cruz Vermelha evacuasse 25 pessoas feridas de Damaj.

O conflito entre houthis e salafitas agravou os desafios enfrentados pelo aliado dos Estados Unidos Iêmen, que também lida com um movimento separatista no sul e uma insurgência por militantes islâmicos ligados à Al Qaeda.

Uma bomba explodiu no sábado na capital Sanaa perto da casa de um general poderoso, Ali Mohsen al-Ahmar, horas depois de uma semelhante ter sido desmantelada nas proximidades, mas não houve vítimas, segundo fontes de segurança.

Ahmar, que se aliou com os oponentes do presidente veterano Ali Abdullah Saleh antes de ele deixar o cargo sob pressão de protestos em massa em 2012, é conselheiro militar para o atual presidente, Abd-Rabbu Mansour Hadi.

Reportagem de Mohammed Ghobari

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below