February 15, 2014 / 1:27 PM / 5 years ago

Obama diz cogitar nova pressões sobre Assad

RANCHO MIRAGE, Califórnia, 15 Fev (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou na sexta-feira estar cogitando novas maneiras de pressionar o governo do presidente sírio, Bashar al-Assad, ao prometer a renovação da assistência dos EUA ao rei Abdullah, da Jordânia, cujo país sofre com a guerra civil síria.

Obama e Abdullah conversaram no retiro de Sunnylands, propriedade do falecido filantropo Walter Annenberg, em uma região desértica da Califórnia.

Tendo a guerra civil síria como foco de sua conversa, Obama disse aos repórteres, com o rei Abdullah a seu lado, que não espera que o conflito seja resolvido em curto prazo, e que “há algumas medidas imediatas que teremos que tomar para ajudar a assistência humanitária lá”.

“Haverá algumas medidas intermediárias que podemos tomar para fazer mais pressão no regime de Assad, e vamos continuar a trabalhar com todas as partes envolvidas para tentar levar adiante uma solução diplomática”, disse Obama, que não revelou quais medidas está cogitando.

Mais cedo o secretário de Estado, John Kerry, disse, durante uma viagem à Ásia, que uma série de novas opções estão em discussão.

(Por Steve Holland)

Edição de Alexandre Caverni

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below