February 20, 2014 / 11:14 AM / 5 years ago

No México, Obama critica governo da Venezuela

Presidente dos EUA, Barack Obama, durante coletiva de imprensa junto com o presidente do México, Enrique Piñera Nieto e o primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, no Palácio do Governo do Estado do México, em Toluca. Obama fez criticas contundentes na quarta-feira à Venezuela por prender manifestantes e pediu ao governo que se concentre nas "reivindicações legítimas" do seu povo. 19/02/2014. REUTERS/Larry Downing

TOLUCA, México, 20 Fev (Reuters) - O presidente dos EUA, Barack Obama, fez criticas contundentes na quarta-feira à Venezuela por prender manifestantes e pediu ao governo que se concentre nas “reivindicações legítimas” do seu povo.

Obama não mediu as palavras ao reagir, durante uma entrevista à imprensa no encerramento de um fórum sobre a América do Norte, à expulsão nesta semana de três diplomatas norte-americanos acusados de recrutarem estudantes para liderar protestos em Caracas.

Em vez de fazer “falsas acusações” contra os diplomatas dos Estados Unidos, o governo da Venezuela deveria se focar nas “reivindicações legítimas”, disse Obama.

Ele pediu ao governo venezuelano que liberte os manifestantes detidos e que propicie um diálogo real.

“Todas as partes têm a obrigação de trabalhar juntas”, disse.

Reportagem de Mark Felsenthal, em Toluca, e de Steve Holland e Roberta Rampton, em Washington

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below