March 7, 2014 / 9:04 PM / 5 years ago

Chanceleres latino-americanos discutirão tensão na Venezuela

QUITO, 7 Mar (Reuters) - Os ministros das Relações Exteriores da América Latina se reunirão na semana que vem para discutir as tensões na Venezuela, que já deixaram pelo menos 20 mortos, disseram fontes diplomáticas nesta sexta-feira.

As autoridades se reunirão na terça-feira em encontro da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), no Chile, onde os líderes da região estarão para a posse da presidente chilena, Michelle Bachelet.

O presidente equatoriano, Rafael Correa, afirmou no final da quinta-feira que os presidentes do bloco iriam se reunir. Fontes diplomáticas, no entanto, disseram que a reunião será entre os chanceleres.

Simpatizantes da oposição venezuelana tem realizado protestos nas ruas por quase um mês para exigir a renúncia do presidente Nicolás Maduro. Eles acusam o governo de Maduro de usar força excessiva contra os manifestantes.

Maduro afirma que os protestos são parte de um complô liderado pelos Estados Unidos para derrubar seu governo.

“A verdade é que o governo venezuelano é a vítima, Nicolás Maduro é uma pessoa que seria incapaz de reprimir seu próprio povo”, disse Correa em entrevista a uma emissora de TV.

Essas têm sido as piores tensões na Venezuela em uma década, mas não mostram quaisquer sinais de forçar Maduro a deixar o governo, ou de afetar as exportações de petróleo, cruciais para o país.

Reportagem de Alexandra Valencia em Quito, Guido Nejamkis em Buenos Aires, e Jeferson Ribeiro in Brasília

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below