March 22, 2014 / 2:17 PM / 4 years ago

Febre hemorrágica da Guiné pode ter chegado a Serra Leoa

FREETOWN, 22 Mar (Reuters) - Um surto de febre hemorrágica que matou 29 pessoas na Guiné pode ter se espalhado e atravessado a fronteira do país vizinho, Serra Leoa, de acordo com um documento da Organização Mundial de Saúde (OMS) e de relatos de um alto funcionário da área de saúde de Serra Leoa.

Autoridades de saúde da Guiné registraram um total de 49 casos de infecção em três cidades no sudeste do país e na capital, Conakry, desde o dia 9 de fevereiro, quando os primeiros casos da doença foram divulgados.

Embora o tipo exato da febre, que é caracterizada por sangramentos, ainda tenha sido identificado, um alto funcionário da Guiné disse, na sexta-feira, que testes preliminares limitaram as possibilidades para Ebola e febre hemorrágica de Marburg.

Autoridades da OMS, no entanto, suspeitam que a epidemia esteja sendo causada pela Febre Lassa, que agora também tem casos relatados em Serra Leoa, de acordo com a ata de uma teleconferência de 18 de março, vista pela Reuters.

O ministro da saúde de Serra Leone, Dr. Brima Kargbo disse que as autoridades estão investigando o caso de um menino de 14 anos, que morreu na cidade de Buedu, no distrito de Kailahun. O menino tinha viajado para Guiné para participar do enterro de uma das primeiras vitimas da epidemia.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below