April 6, 2014 / 3:58 PM / 4 years ago

Greve geral paralisa Bengazi, na Líbia, e fecha aeroporto

BENGAZI, Líbia, 6 Abr (Reuters) - Trabalhadores dos setores público e privado, inclusive da área do petróleo, entraram neste domingo em greve na cidade portuária de Bengazi, na Líbia, protestando contra a piora na segurança e exigindo a renúncia do Parlamento, cujo mandato expirou.

O tráfego no aeroporto internacional de Bengazi foi interrompido pela greve. Como resultado, um avião da Turkish Airlines não pode pousar, de acordo com a mídia estatal.

Companhias de petróleo, universidades e escolas também fecharam, atendendo a um pedido feito por grupos políticos para um dia de “desobediência civil”, para exigir mais segurança, disseram testemunhas.

As forças do governo têm falhado em melhorar a segurança na cidade portuária, onde carros-bomba e assassinatos de policiais e oficiais do exército tornaram-se parte da rotina.

A maioria dos estrangeiros saiu de Bengazi após o embaixador dos Estados Unidos na Líbia ser morto durante um ataque islâmico ao consulado dos EUA, em setembro de 2012.

Os grevistas pedem que o Congresso Geral Nacional da Líbia renuncie imediatamente. O mandato inicial do congresso acabou em 7 de fevereiro, mas ainda não foi definida a data de uma nova eleição.

Muitos líbios culpam os parlamentares rivais pela crescente desordem que persiste na Líbia desde que Muammar Gaddafi foi derrubado, durante uma revolta apoiada pela OTAN, em 2011.

Reportagem de Ahmed Elumami e Ayman al-Warfalli

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below