April 24, 2014 / 11:19 AM / 4 years ago

Obama diz que Rússia pode sofrer mais sanções por Ucrânia

TÓQUIO, 24 Abr (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feita que mais sanções podem ser aplicadas contra a Rússia se o governo russo não cumprir os termos de um acordo fechado em Genebra na semana passada para reduzir as tensões na Ucrânia.

Presidente dos EUA, Barack Obama, durante coletiva de imprensa após reunião com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, em Tóquio. Obama, disse nesta quinta-feita que mais sanções podem ser aplicadas contra a Rússia se o governo russo não cumprir os termos de um acordo fechado em Genebra na semana passada para reduzir as tensões na Ucrânia. 24/04/2014. REUTERS/Junko Kimura-Matsumoto/Pool

“Até agora, pelo menos, temos os visto sem cumprir o espírito ou a letra do acordo, em Genebra”, disse Obama em entrevista coletiva conjunta após reunião com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

“Nos preparamos para a possibilidade de aplicar sanções adicionais”, acrescentou.

Obama disse que a Rússia pode evitar novas sanções se mudar de rumo, mas afirmou que as evidências até agora não o deixam esperançoso de que Moscou irá seguir outro caminho.

“Há sempre a possibilidade de que a Rússia, amanhã, ou depois, inverta seu curso e tenha uma abordagem diferente”, disse.

Reportagem de Mark Felsentha

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below