April 29, 2014 / 1:02 AM / in 4 years

Tempestades matam 19 no sul dos EUA; tornado atinge Mississippi

Por Robbie Ward

TUPELO, Estados Unidos, 28 Abr (Reuters) - Em um segundo dia de fortes tempestades que mataram pelo menos 19 pessoas no sul dos Estados Unidos, um tornado atingiu nesta segunda-feira a cidade de Tupelo, no Mississippi, causando destruição generalizada, de acordo com testemunhas e equipes de emergência.

Pelo menos uma pessoa morreu na cidade-natal de Elvis Presley, de 35.000 habitantes, no nordeste do Estado. A maioria das mortes provocadas pelas tempestades violentas ocorreu no domingo, quando tornados reviraram carros como se fossem brinquedos no Arkansas e em outros Estados.

O tornado desta segunda-feira atingiu o norte e oeste de Tupelo por volta das 15h (horário local), danificando centenas de casas, derrubando a rede de energia e arrancando árvores, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia.

“Foi muito ruim. Estamos tentando resgatar as pessoas”, disse o chefe da polícia de Tupelo, Bart Aguirre, à Reuters, referindo-se às equipes de emergência que iam de casa em casa avaliando os danos.

“É uma situação muito séria”, disse o prefeito de Tupelo, Jason Shelton. “Eu só estou encorajando todos a ficarem dentro de suas casas e se informarem quanto ao clima. Há ainda um perigo muito real de sermos novamente atingidos e as pessoas ainda precisam ficar dentro.”

As principais estradas de acesso a Tupelo foram fechadas e a cidade anunciou um toque de recolher. Algumas áreas residenciais foram isoladas, já que as equipes de emergência verificavam fios elétricos caídos e vazamentos de gás.

Moradores cujas casas foram destruídas se refugiaram em um abrigo da Cruz Vermelha em um ginásio de esportes no centro.

“Eu ouvi estalar e disse: ‘Deite no chão!’ E, em seguida, as árvores começaram a cair”, disse Moe Kirk Bristow, de Tupelo.

Partes do Alabama, Georgia e Tennessee também estavam em risco, já que o sistema meteorológico que produziu a série de tornados se encaminhava para o leste, na direção dos Estados centrais da costa atlântica do país.

Equipes de resgate, voluntários e vítimas vasculhavam escombros no Estado mais atingido, o Arkansas, em busca de sobreviventes no Condado Faulkner, onde um tornado reduziu as casas a entulho, derrubou a rede de energia e árvores.

O governador do Arkansas, Mike Beebe, disse que pelo menos 15 pessoas morreram em todo o Estado em decorrência da tempestade, que segundo as autoridades causaram as primeiras mortes da temporada de tornados do país neste ano.

Anteriormente, ele havia declarado em entrevista coletiva à imprensa que os mortos eram 16, mas depois afirmou que havia um erro no cálculo.

Nove das vítimas do domingo viviam na mesma rua, na cidade de Vilonia, com uma população de cerca de 4.100 pessoas e onde uma nova escola que seria inaugurada em agosto foi fortemente danificada por um reboque do trator lançado em seu telhado.

Uma pessoa morreu na vizinha Oklahoma e outra em Iowa, disseram autoridades estaduais.

A Casa Branca afirmou que o presidente norte-americano, Barack Obama, que está em uma viagem ao exterior, telefonou a Beebe para receber informações sobre os danos e para oferecer suas condolências.

Autoridades médicas relataram que pelo menos 100 pessoas no Arkansas ficaram feridas.

“É tão comovente. Nunca vi destruição como essa antes”, disse o deputado Tim Griffin a jornalistas, depois de visitar Vilonia, que havia sido atingida por um tornado cerca de três anos atrás.

Reportagem adicional de Emily LeCoz, em Oxford, Mississippi; e de Steve Barnes e Suzi Parker, em Little Rock, Arkansas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below