April 17, 2008 / 8:46 PM / 11 years ago

Campanha presidencial paraguaia chega à reta final

Por Daniela Desantis e Antonio de la Jara

Campanha presidencial paraguaia chega à reta final. Os candidatos a presidente do Paraguai se preparam nesta quinta-feira para encerrar suas campanhas para a eleição de domingo, na qual um ex-bispo pode pôr fim a mais de seis décadas de hegemonia do centro-direitista Partido Colorado. 15 de abril. Photo by Rickey Rogers

ASSUNÇÃO (Reuters) - Os candidatos a presidente do Paraguai se preparam nesta quinta-feira para encerrar suas campanhas para a eleição de domingo, na qual um ex-bispo pode pôr fim a mais de seis décadas de hegemonia do centro-direitista Partido Colorado.

Não há segundo turno no Paraguai, de modo que o candidato com mais votos no domingo será eleito.

O ex-sacerdote Fernando Lugo, candidato por uma coalizão de centro-esquerda, lidera as pesquisas com uma pequena vantagem sobre a governista Blanca Ovelar. O vencedor toma posse em 15 de agosto.

A oposição afirma que o governo prepara uma fraude, embora observadores internacionais digam que as condições eleitorais estão normais.

A tensão cresceu nesta semana, quando o presidente Nicanor Duarte Frutos alertou sobre a presença de grupos de agitadores estrangeiros, supostamente próximos a Lugo, que estariam interessados em causar incidentes no domingo.

“Essa guerra suja não teve efeitos, acho que a cidadania paraguaia hoje é diferente de há 10 ou 5 anos. Houve mudanças na mentalidade de muita gente, especialmente mudanças políticas”, disse Lugo na quinta-feira ao canal 13 local.

“Estou com esperança, há uma esperança que não é esmagada pelos problemas”, acrescentou o candidato, que promete acabar com décadas de pobreza e corrupção em um dos países mais desiguais da América do Sul.

Ovelar, ex-ministra, encerrou sua campanha na noite de quarta-feira com um comício que reuniu entre 80 mil (segundo a polícia) e 130 mil pessoas (segundo os organizadores).

“Confiem em mim. Sou uma mãe que sabe o que é sacrifício, o que é o esforço para ir adiante”, disse Ovelar, mãe de três filhos e primeira mulher candidata a presidente na história do país.

Vários candidatos participaram nesta tarde de um último debate pela TV. Lugo, porém, ausentou-se, alegando falta de “condições políticas” devido aos ataques dos adversários.

O ex-presidente colombiano Andrés Pastrana, chefe dos observadores da Fundação Internacional para Sistemas Eleitorais, disse que até agora não foram vistas irregularidades.

“A recomendação que fazemos aos candidatos é baixar os ânimos, porque é importante que não fiquem feridas depois da campanha eleitoral, assim como que exista tranquilidade durante a espera pelos resultados”, afirmou ele a jornalistas.

Com reportagem adicional de Mariel Cristaldo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below