30 de Julho de 2017 / às 15:41 / em 4 meses

Polícia alemã descarta terrorismo após morte a tiros em boate

BERLIM (Reuters) - Um iraquiano morreu em uma troca de tiros com policiais alemães neste domingo depois de matar uma pessoa a tiros em uma boate na cidade de Konstanz, no sul do país, informou a polícia, descartando o terrorismo como motivação.

“Os motivos do homem que atuou sozinho não estão claros”, disse o porta-voz da polícia de Konstanz, Fritz Bezikofer, a um canal de TV.

“Ainda estamos investigando, mas as circunstâncias que cercam os eventos na boate na noite anterior ao tiroteio estão um pouco mais claras e isso nos leva a descartar a hipótese de terrorismo”.

O iraquiano de 34 anos abriu fogo na boate nas primeiras horas do domingo, matando uma pessoa e ferindo outras três. Ele morreu no hospital por lesões sofridas em um tiroteio com policiais do lado de fora. Um policial também foi ferido.

A polícia disse que o homem morava na Alemanha havia vários anos e não era refugiado. Eles acrescentaram que uma disputa entre criminosos pode ter levado ao tiroteio em uma área industrial da cidade.

Forças especiais da polícia foram enviadas à cidade após o tiroteio ocorrido às 4h30 da manhã (horário local), pois não estava claro se o suspeito agiu sozinho ou teve cúmplices.

Na sexta-feira, um refugiado matou uma pessoa e feriu outras seis em Hamburgo. Funcionários disseram que ele era um islâmico conhecido pelas forças de segurança e psicologicamente instável.

Reportagem de Joseph Nasr, em Berlim, e Ruppert Pretterklieber, em Zurique

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below