11 de Agosto de 2017 / às 19:12 / em 4 meses

Gangue britânica é presa por montar cultivo de maconha em abrigo nuclear

LONDRES (Reuters) - Três britânicos foram presos nesta sexta-feira por montarem uma grande fazenda de cultivo de maconha dentro de um antigo abrigo nuclear da época da Guerra Fria em uma área isolada do sudoeste da Inglaterra.

A gangue usava o abrigo, construído nos anos 1980 para abrigar autoridades do governo local no caso de um ataque nuclear, para cultivar mais de 4 mil plantas de maconha capazes de produzir 2 milhões de libras esterlinas em drogas por ano.

O abrigo, localizado em Chilmark, perto de Salisbury, não era mais de propriedade do Ministério da Defesa, mas estava intacto, incluindo as portas anti-explosão nuclear, o que o tornava quase impenetrável, disse a polícia.

Os homens também mantinham funcionários trancados para que eles cuidassem das plantas 24 horas por dia.

Acredita-se que a fazenda funcionava desde 2013. A gangue roubava energia de uma torre do lado de fora para mantê-la em operação, e gastou cerca de 650 mil libras esterlinas de eletricidade de forma ilegal.

“Esta foi, sem dúvida, a maior fazenda de maconha que já vimos aqui no condado, com quase 20 das salas dentro do abrigo convertidas para a produção de maconha para venda no atacado”, disse o detetive-inspetor Simon Pope, da polícia de Wiltshire, em um comunicado diante do tribunal de Salisbury.

Por Michael Holden

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below