6 de Outubro de 2017 / às 23:17 / em 2 meses

Visitantes dos EUA a Cuba reclamam de sintomas similares a funcionários de embaixada em Havana

WASHINGTON (Reuters) - O Departamento de Estado norte-americano recebeu um “punhado” de relatos de cidadãos dos Estados Unidos que viajaram para Cuba e dizem ter sentido sintomas semelhantes aos sofridos por diplomatas norte-americanos em misteriosos “ataques” em Havana, disse uma autoridade dos EUA na sexta-feira.

Mas a autoridade, que pediu para ser descrita apenas como “porta-voz do Departamento de Estado”, disse que o governo dos Estados Unidos “não pôde verificar as alegações”.

O Departamento de Estado emitiu na semana passada um aviso de viagem pedindo aos norte-americanos para ficarem longe de Cuba por causa de “ataques” de saúde inexplicados que diz terem causado perda auditiva, tonturas e fadiga em pelo menos 22 funcionários diplomáticos.

Na terça-feira, o governo Trump expulsou 15 diplomatas cubanos para protestar contra o fracasso de Cuba em proteger a equipe da embaixada dos Estados Unidos em Cuba, poucos dias depois que Washington reduzir em mais da metade seu pessoal diplomático em Havana.

Reportagem de Matt Spetalnick

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below