14 de Outubro de 2017 / às 18:08 / em 2 meses

Ex-presidente de hospital do Vaticano é condenado por abuso de poder

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O ex-presidente de um hospital do Vaticano em Roma foi condenado por desviar quase meio milhão de dólares de um fundo para reformar o luxuoso apartamento de um importante cardeal.

    A corte do Vaticano, um painel com três juízes, deu a Giuseppe Profiti uma sentença de suspensão por um ano. A promotoria havia pedido três anos para ele, ex-chefe do prestigiado hospital Bambino Gesu.

    O tribunal também reduziu a gravidade das acusações contra Profiti de peculato para abuso de poder. Massimo Spina, tesoureiro do hospital, foi absolvido.

    Profiti e Spina foram acusados de gastar 422 mil euros entre 2013 e 2014 para reformar a casa de repouso do cardeal Tarcisio Bertone, então número dois da Santa Sé.    (Reportagem de Philip Pullella)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below