October 17, 2017 / 10:48 AM / a year ago

Partido de Merkel precisa abrir mão do Ministério das Finaças, diz líder do FDP

BERLIM (Reuters) - O próximo ministro de Finanças da Alemanha precisa ser independente da chanceler Angela Merkel, disse o líder do Partido Democrático Liberal (FDP) nesta terça-feira, rejeitando pedidos para manter o comando do ministério nas mãos dos conservadores.

Os conservadores de Merkel estão prestes a iniciar difíceis negociações de coalizão de três partes com o pró-mercado FDP e com os ambientalistas Verdes, após uma eleição no mês passado em que o partido da chanceler sofreu grande perda de apoio.

Wolfgang Schaeuble, um membro veterano da União Democrata-Cristã (CDU), de Merkel, está deixando o Ministério das Finaças após oito anos para se tornar presidente da Bundestag, câmara baixa do Parlamento alemão.

Schaeuble foi temporariamente substituído por Peter Altmaier, aliado de Merkel. Entretanto, o líder do FDP, Christian Lindner, disse que a CDU deve renunciar ao posto em um novo governo, indo contra Volker Kauder, um aliado graduado de Merkel, que disse na semana passada que o partido deve manter o controle do ministério para proteger o legado de Schaeuble.

“Eu acho que a chancelaria e o Ministério das Finanças precisam ser separados politicamente”, disse Lindner ao jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung. “Um ministro de Finanças verde, do CSU ou do FDP —qualquer coisa seria melhor do que deixar o Ministério de Finanças nas mãos do CDU”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below