17 de Outubro de 2017 / às 17:24 / em 2 meses

Abuso sexual de crianças cresce com uso da Internet no sudeste asiático

BANGCOC (Reuters) - O aumento do uso da Internet no sudeste asiático está alimentando a disseminação de material abusivo e de exploração sexual de crianças, particularmente como um número crescente de jovens colocando imagens de si próprios online, disse um especialista policial australiano nesta terça-feira.

A disponibilidade de Internet na região é de cerca de 50 por cento, revelou um estudo recente, mas a cifra sobe para 58 por cento nas Filipinas, um centro para abusos sexuais online, enquanto na Tailândia, onde o problema está crescendo, atinge 67 por cento.

“O grande problema que estamos vendo no momento é a proliferação de material autoproduzido por crianças”, disse Jon Rouse, membro de uma unidade da polícia australiana que combate redes de abuso sexual infantil online, referindo-se a crianças que fazem vídeos ao vivo de si mesmas, seja por estímulo de um agressor sexual ou de um amigo.

Uma checagem de sete dias em Bangcoc mostrou mais de 3.600 endereços de Internet individuais compartilhando material de exploração infantil, disse Rouse, depois de uma conferência na capital tailandesa.

A demanda por transmissão ao vivo de abuso sexual infantil é um problema crescente na região do rio Mekong, disse a Organização das Nações Unidas em agosto.

Por Amy Sawitta Lefevre e Andrew R.C. Marshall

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below