18 de Outubro de 2017 / às 18:55 / 2 meses atrás

EUA responsabilizam líderes militares de Mianmar por crise com minoria rohingya

WASHINGTON (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, disse nesta quarta-feira que os Estados Unidos estão “extraordinariamente preocupados” com o que está acontecendo com a minoria rohingya de Mianmar e responsabilizam a liderança militar de Mianmar.

Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, discursa em Washington 18/10/2017 REUTERS/Yuri Gripas

“O que é mais importante para nós é que o mundo não pode ficar parado e ser testemunha das atrocidades que estão sendo relatadas no local”, disse Tillerson no Centro de Estudos Estratégicos de Washington.

“Realmente responsabilizamos a liderança militar pelo que está acontecendo”, completou.

Milhares de rohingyas já fugiram de Mianmar desde 25 de agosto, quando ataques de militantes rohingyas a postos de segurança de Rakhine desencadearam uma reação militar feroz.

Reportagem de David Brunnstrom e Jonathan Landay

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below