20 de Outubro de 2017 / às 10:18 / em 2 meses

Merkel e líderes da UE enviam sinais positivos a May sobre conversas do Brexit

BRUXELAS (Reuters) - A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, teve uma reação positiva nesta sexta-feira, durante cúpula da União Europeia, a um apelo de ajuda da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, para a saída britânica do bloco, dizendo que as conversas com Londres para o chamado Brexit estão caminhando e provavelmente não fracassarão.

Chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e primeira-ministra britânica, Theresa May, durante cúpula do G20, em Hamburgo 07/07/2017 REUTERS/John Macdougall/Pool

Merkel fez os comentários ao final do primeiro dia da cúpula e depois de May ter apelado a seus colegas de bloco para ajudá-la a silenciar os críticos de seu país e romper o impasse nas conversas.

“Em contraste com a maneira como são retratadas na imprensa britânica, minha impressão é que estas conversas estão indo em frente passo a passo”, disse a chanceler alemã em uma coletiva de imprensa, descartando como “absurdas” as insinuações no Reino Unido de que as negociações deveriam ser interrompidas.

“Não tenho absolutamente nenhuma dúvida de que, se estivermos concentrados... podemos conseguir um bom resultado. Do meu lado não há indício nenhum de que não conseguiremos”, disse.

Ao chegar para o segundo dia, outros também enfatizaram o lado positivo: o primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, classificou o discurso de May como “seu melhor desempenho até agora” e “um apelo caloroso, franco de sincero”. O premiê da Irlanda, Leo Varadkar, disse que foi “muito forte”.

Mas outros se queixaram de terem ouvido pouca coisa nova em termos de conteúdo e rejeitaram a repetição de May da visão de Londres, segundo a qual as exigências de dinheiro feitas por Bruxelas “não têm fundamento legal”.

O chanceler da Áustria, Christian Kern, disse que o “progresso retórico” precisa ser seguido de “conclusões tangíveis”.

Depois que May deixar a cúpula nesta sexta-feira, os outros 27 líderes da UE provavelmente dirão que ainda não houve avanço suficiente para levar as conversas adiante, mas pedirão às suas equipes que preparem conversas sobre um período de transição que suavizará a partida britânica em 2019.

Nesta sexta-feira, após reunião com o anfitrião da reunião, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, May afirmou que o Reino Unido irá cumprir com os seus compromissos.

Na véspera, ela apelou para que os líderes do bloco respondam à altura aos seus esforços para romper o impasse do Brexit, deixando claro que está decepcionada com o plano dos colegas de anunciar nesta sexta-feira que as conversas ainda não progrediram o bastante para iniciarem negociações comerciais.

Reportagem adicional de Gabriela Baczynska, Jan Strupczewski e Alastair Macdonald

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below