1 de Novembro de 2017 / às 12:39 / um mês atrás

Macri pede por união contra terrorismo após morte de 5 argentinos em Nova York

BUENOS AIRES (Reuters) - O presidente da Argentina, Mauricio Macri, pediu nesta quarta-feira que todos se comprometam a lutar contra o terrorismo, após um ataque em Nova York que deixou cinco argentinos mortos.

Presidente da Argentina, Mauricio Macri, fala com repórteres em Buenos Aires 22/10/2017 REUTERS/Marcos Brindicci

“Todos temos que estar comprometidos dos pés à cabeça com a luta contra o terrorismo”, afirmou Macri, durante evento em Buenos Aires.

Um homem que dirigia uma caminhonete alugada atropelou pedestres e ciclistas em Nova York, na terça-feira, deixando oito mortos, incluindo cinco cidadãos argentinos, no que autoridades norte-americanas classificaram como um ato de “terrorismo”.

Reportagem de Walter Bianchi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below