5 de Novembro de 2017 / às 13:06 / em um mês

Polícia prende dezenas de pessoas em Moscou em meio a temores de ataques contra governo

MOSCOU (Reuters) - Serviços de segurança na Rússia informaram neste domingo que detiveram 263 pessoas no centro de Moscou por “violação da ordem pública”.

Foi o mais recente anúncio de uma varredura contra potenciais protestos neste fim de semana em torno do Dia da Unidade, que sucede as celebrações soviéticas do movimento de 1917 que colocou os bolcheviques no poder.

Repórteres da Reuters disseram ter visto policiais prenderem algumas dezenas em Moscou, ainda que nenhum dos detidos tivessem cartazes ou estivessem entoando slogans.

O FSB, sucessor da KGB na era soviética, informou em seu site na sexta-feira que havia detido todos os membros do Artpodgotovka, um movimento anti-governo na região de Moscou, e apreendido 15 garrafas de coquetéis molotov.

A organização ainda disse que o grupo planejava “ações extremistas na forma de incêndios criminosos de edifícios administrativos com o uso de combustível inflamável e ataques contra membros da polícia para provocar tumultos em massa” no fim de semana do Dia da Unidade, em 4 e 5 de novembro.

Por Vladimir Soldatkin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below