15 de Novembro de 2017 / às 11:37 / em um mês

Vice-presidente do Equador será processado em caso envolvendo a Odebrecht

QUITO (Reuters) - O vice-presidente do Equador, Jorge Glas, será processado por associação ilícita no esquema de subornos da empresa de construção brasileira Odebrecht, decidiu na terça-feira um juiz local.

Glas, que de acordo com os promotores recebeu cerca de 13,5 milhões de dólares em subornos de Odebrecht por meio de seu tio Ricardo Rivera, está em prisão preventiva desde outubro.

A promotoria também acusou 12 outras pessoas, incluindo Rivera e ex-controlador Carlos Pólit, de participar do esquema de pagamento de subornos que a empresa brasileira fez para conquistar cinco contratos no Equador.

Por José Llangarí

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below