20 de Novembro de 2017 / às 20:11 / em 24 dias

Rainha Elizabeth e marido Philip celebram 70 anos de casados com pequena reunião familiar

LONDRES (Reuters) - A rainha britânica Elizabeth e seu marido, príncipe Philip, marcaram suas bodas de platina com uma pequena reunião familiar nesta segunda-feira, longe da ostentação e celebração de seu casamento, há 70 anos.

O casal se casou na Abadia de Westminster, em Londres, em 20 de novembro de 1947, somente dois anos após o fim da Segunda Guerra Mundial, em uma luxuosa cerimônia que atraiu homens de Estado e realeza de todo o mundo e grandes multidões de simpatizantes.

    Setenta anos se passaram e não foram planejados eventos públicos, embora a rainha de 91 anos tenha reconhecido a ocasião ao nomear Philip um Cavaleiro Grã-Cruz da Ordem Real Vitoriana por seus serviços à soberania.

    Elizabeth e seu marido de 96 anos, que se aposentou da vida pública ativa em agosto, celebrariam a data com uma festa particular no Castelo de Windsor, casa da monarca no oeste de Londres.

Isto contrasta com as bodas de prata, ouro e diamante, quando o casal participou de missas de ação de graças na Abadia de mil anos, onde a rainha foi coroada e seu neto e esposa, William e Kate, se casaram em 2011.

    No entanto, a Abadia irá marcar a ocasião com um estrondo completo de seus sinos, envolvendo 5.070 alterações de sequências, com o número 70 refletindo as bodas, que irá durar no total mais de três horas.

    ”Parabéns à Rainha e ao Duque de Edimburgo conforme celebram suas Bodas de Platina“, tuitou a primeira-ministra britânica, Theresa May. “Eles dedicaram suas vidas a serviço do Reino Unido e da Comunidade – meus melhores desejos a ambos nesta ocasião especial.”

O casamento da então princesa Elizabeth com o oficial naval Philip Mountbatten foi visto como um ânimo aos espíritos da nação em meio a um fundo austero de racionamento e escassez após a guerra.

    “Milhões irão receber este alegre evento como um lampejo de cor na dura estrada que temos que viajar”, disse o ex-primeiro-ministro Wiston Churchill.

Cinco anos depois, Elizabeth sucedeu seu pai, George VI, ao trono e comandou pelos 65 anos seguintes, mais do que qualquer outro monarca na história britânica, com Philip ao seu lado por todo o caminho.

    ”O suporte que ele dá à minha avó é fenomenal”, disse o príncipe Harry em um documentário para marcar os 60 anos da rainha no trono.

“Independentemente do meu avô parecer estar fazendo suas próprias coisas, como se estivesse vagando como um peixe pelo rio, o fato de que ele está lá – eu pessoalmente não acho que ela poderia ter feito isto sem ele.”       

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below